Conteudo

CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA
NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

ENVIAR

Casa de Vacinas GSK Glaxo Smith Kline
VOLTAR

Calendários de Vacinação

Hepatite B

A terceira dose da vacina é dada aos 4 meses apenas se o esquema adotado for da vacina combinada com a DTP ou DTPa. Caso contrário, a terceira dose deverá ser administrada aos 6 meses de idade.

A vacina está disponível em postos públicos de vacinação.³

Pneumocócica conjugada

Vacinar com a Pneumocócica Conjugada o quanto antes, aos 2 meses de idade. A vacina PCV10 é recomendada até os 2 anos de idade e a PCV13 até os 5 anos. Indicada dose extra com a VPC13, com objetivo de ampliar a proteção para as crianças até 5 anos que receberam a vacina VPC10, respeitar intervalo de dois meses da última dose.Crianças e adolescentes sob risco para doenças invasivas podem receber a PCV13 e, com dois meses de intervalo, a vacina polissacarídica 23 valente.

Os postos públicos de vacinação oferecem as doses da PCV10.³
 

Poliomielite

O esquema se completa com a segunda dose aos 4 meses e a terceira aos 6 meses de vida, com duas doses de reforço entre 15 e 18 meses e entre 4 e 6 anos de vida. Nas duas primeiras doses do esquema básico sempre aplicar a vacina poliomielite inativada (injetável).

Os postos públicos de vacinação oferecem as duas primeiras doses da vacina.³
 

Rotavírus

O esquema varia entre duas ou três doses, dependendo do fabricante. A primeira dose da a da monovalente deve ser aplicada aos 2 meses de idade (podendo ser feita a partir de 1 mês e 15 dias até 3 meses e 15 dias) e a segunda dose aos 4 meses de idade (podendo ser administrada a partir de 3 meses e 15 dias até 7 meses e 29 dias.

Com a pentavalente, a primeira dose é aos dois meses de idade, até 3 meses e 15 dias de idade, a segunda aos quatro meses e a terceira dose aos seis meses, não podendo ser aplicada após 7 meses e 29 dias. As doses devem ser tomadas com um intervalo mínimo de 30 dias. A vacina é contraindicada para crianças imunodeprimidas.

Os postos públicos de vacinação oferecem a vacina monovalente.³

Tríplice bacteriana

Há dois tipos de vacinas para a proteção contra difteria, tétano e coqueluche: DTPa (vacina tríplice bacteriana acelular) e DTPw (vacina tríplice bacteriana de células inteiras). Deve-se dar preferência para a vacina DTPa. Embora sua eficácia seja semelhante à DTPw, os eventos adversos associados à sua administração são menos frequentes e menos intensos, por ser uma vacina atenuada. A segunda dose deve ser administrada aos 4 meses e terceira aos 6 meses de idade. É recomendado uma dose de reforço entre os 15 e 18 meses e outra entre 4 a 6 anos. A vacina DTPw está disponível nos postos públicos de vacinação.³

Hemófilos tipo B

A terceira dose deve ser administrada aos 6 meses de idade. É recomendado reforço entre os 15 e os 18 meses, principalmente se a aplicação for combinada com a DTPa. Os postos públicos de vacinação oferecem somente as três primeiras doses.³

Criança

Vacinas Dose/Esquema Doenças Evitadas
Hepatite B
Saiba mais
3ª dose Hepatite B1
Pneumocócica conjugada
Saiba mais
Pneumonia, otite, meningite e outras infecções causadas pelo Pneumococo.2
Poliomielite
Saiba mais
Poliomielite1
Rotavírus
Saiba mais
1ª, 2ª ou 3ª, dependendo do início do esquema vacinal Diarreia por Rotavírus2
Tríplice bacteriana
Saiba mais
Difteria, tétano e coqueluche3
Hemófilos tipo B
Saiba mais
Infecções pelo vírus Haemophilus influenzae tipo b2
Para acessar as referências bibliográficas desta seção,clique aqui
PNI SBIM SBP Febrasgo