Conteudo

CADASTRE SEU EMAIL E RECEBA
NOSSAS ATUALIZAÇÕES:

ENVIAR

Casa de Vacinas GSK Glaxo Smith Kline
VOLTAR

Calendários de Vacinação

Hepatite B

O esquema de quatro doses também pode ser utilizado, na dependência das vacinas combinadas DTPw ou DTPa disponíveis; nesses casos, após a dose de nascimento, serão aplicadas mais três doses, aos 2, 4 e 6 meses de idade. A vacina está disponível em postos públicos de vacinação.³

Pneumocócica conjugada

Vacinar com a Pneumocócica Conjugada o quanto antes, aos 2 meses de idade. A vacina PCV10 é recomendada até os 2 anos de idade e a PCV13 até os 5 anos. Indicada dose extra com a VPC13, com objetivo de ampliar a proteção para as crianças até 5 anos que receberam a vacina VPC10, respeitar intervalo de dois meses da última dose.Crianças e adolescentes sob risco para doenças invasivas podem receber a PCV13 até os 18 anos e, com dois meses de intervalo, a vacina polissacarídica 23 valente.

Os postos públicos de vacinação oferecem as doses da PCV10.³

Poliomielite

O esquema se completa com a segunda dose aos 4 meses e a terceira aos 6 meses de vida, com duas doses de reforço entre 15 e 18 meses e entre 4 e 6 anos de vida. Nas duas primeiras doses do esquema básico sempre aplicar a vacina poliomielite inativada (injetável).

Os postos públicos de vacinação oferecem as duas primeiras doses da vacina.³
 

Rotavírus

O esquema varia entre duas ou três doses, dependendo do fabricante. A primeira dose da a da monovalente deve ser aplicada aos 2 meses de idade (podendo ser feita a partir de 1 mês e 15 dias até 3 meses e 15 dias) e a segunda dose aos 4 meses de idade (podendo ser administrada a partir de 3 meses e 15 dias até 7 meses e 29 dias. Com a pentavalente, a primeira dose é aos dois meses de idade, até 3 meses e 15 dias de idade, a segunda aos quatro meses e a terceira dose aos seis meses, não podendo ser aplicada após 7 meses e 29 dias. As doses devem ser tomadas com um intervalo mínimo de 30 dias. A vacina é contraindicada para crianças imunodeprimidas.

Os postos públicos de vacinação oferecem a vacina monovalente.³

Tríplice bacteriana

Há dois tipos de vacinas para a proteção contra difteria, tétano e coqueluche: DTPa (vacina tríplice bacteriana acelular) e DTPw (vacina tríplice bacteriana de células inteiras). Deve-se dar preferência para a vacina DTPa. Embora sua eficácia seja semelhante à DTPw, os eventos adversos associados à sua administração são menos frequentes e menos intensos, por ser uma vacina atenuada. A segunda dose deve ser administrada aos 4 meses e terceira aos 6 meses de idade. É recomendado uma dose de reforço entre os 15 e 18 meses e outra entre 4 a 6 anos. A vacina DTPw está disponível nos postos públicos de vacinação.³

Hemófilos tipo B

A segunda dose deve ser tomada aos 4 meses e a terceira aos 6 meses de idade. É recomendado reforço entre os 15 e os 18 meses, principalmente se a aplicação for combinada com DTPa. Os postos públicos de vacinação oferecem somente as três primeiras doses.³

Criança

Vacinas Dose/Esquema Doenças Evitadas
Hepatite B
Saiba mais
2ª dose Hepatite B1
Pneumocócica conjugada
Saiba mais
Pneumonia, otite, meningite e outras infecções causadas pelo Pneumococo.2
Poliomielite
Saiba mais
Poliomielite1
Rotavírus
Saiba mais
Diarreia por Rotavírus2
Tríplice bacteriana
Saiba mais
Difteria, tétano e coqueluche3
Hemófilos tipo B
Saiba mais
Infecções pelo vírus Haemophilus influenzae tipo b2
Para acessar as referências bibliográficas desta seção,clique aqui
PNI SBIM SBP Febrasgo